Notícias

Reajuste de servidores em pauta hoje na Almg

Recomposição proposta é de 3,62%.

O projeto de lei de autoria do governador Romeu Zema (Novo), que concede recomposição de 3,62% aos salários de servidores civis e militares de Minas Gerais, começa a ser discutido, hoje, terça-feira, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Ele precisa ser avaliado pelos parlamentares das comissões antes de ser levado para o Plenário.

O texto começará a ser discutido nas comissões de Constituição e Justiça, Administração Pública e Fiscalização Financeira e Orçamentária do Legislativo mineiro. 

O que revoltou servidores ligados às forças de segurança foi que  projeto fixa percentual de 3,62% para reajuste de todas as categorias do funcionalismo público, sem distinção.

Eles cobram o cumprimento de uma proposta de Romeu Zema, ainda em 2019, quando prometeu um aumento de 41% a policiais civis, militares, penais e bombeiros

Por sua vez, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE) prometeu mobilização.

Parlamentares da base do governo, segundo o itatiaia.com,  querem acelerar a análise da proposta e votação em plenário, criticada por diversas categorias do funcionalismo público.

Isso porque há um temor de que, se a tramitação se arrastar pelos próximos meses, a votação poderia ficar prejudicada e impactar negativamente na campanha eleitoral de alguns parlamentares no interior do estado.

Leia mais:

Fonte: Balcão News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *